ECONOMIA NA CHINA

Os antigos chin

eses comerciavam fazendo trocas de produtos diversos, como sereias , vegetais, frutas, carne, tecido, seda, armas e cerâmica, Este processo, chamado permuta ou escambo, foi usado durante muito tempo, até os chineses acharem mais conveniente usar o dinheiro. Em lugares e épocas diferentes, peças de ouro e bronze com desenhos começaram a circular como dinheiro. Durante a dinastia Chín (221 a.C.), discos de bronze com um orifício quadrado no meio passaram a ser usados em todo império.

Em 138 a.C. o imperador Han enviou à Ásia central um soldado chamado Chang Chíen que voltou com informações precisas sobres as mercadorias encontradas nessa parte da Ásia, como os cavalos velozes. A china queria os cavalos velozes. A china queria os cavalos, e os povos da Ásia central e do Oriente Médio queriam a seda chinesa. Assim, começou entre eles o comércio de trocas, o qual, expandindo-se , levou à abertura de uma estrada que começava em Ch’ang-an e atravessava Ásia até o Mediterrâneo. Esta estrada chamou-se Estrada da Seda. Em 106 a.C., chegou à China o primeiro grupo de mercadores do Ocidente.

Durante a dinastia Táng (618-907 d.C.) cresceu muito comércio com o Ocidente, porque o exército precisava sempre de muitos cavalos. Nesse tempo a China tinha outro produto muito procurado, a porcelana, que no século IX começou a ser exportada para a Índia, o Oriente Médio e a Indonésia.

Compartilhe com seus amigos:

LINKS PATROCINADOS
Se você gostou destas informações compartilhe com seus amigos através do Orkut, Facebook, Twitter ou pelo E-mail utilizando umas das opções:

Deixe seus comentários