HISTORIA DA CHINA ANTIGA

A China é um dos países de mais antiga civilização e sua história possui fontes escritas de quase 4 mil anos.

O yuanmounensis, fóssil de macaco descoberto em Yuanmou, Província de Yunnan, de 1.700.000 anos, é o homínido primitivo mais conhecido encontrado na China. O homem de Pequim (Homo Pekinensis), que vivia na região de Zhoukoudian, em Beijing, há 400 e 500 mil anos, era capaz de caminhar ereto, fabricar e usar instrumentos simples, sabia empregar o fogo e possuía as características básicas do homem. Durante o longo período da sociedade primitiva, até o século XXI a.n.e (antes da nossa era), apareceu a primeira dinastia da história da China, a Xia, com a qual começou o período da sociedade escravista.

Transcorreram as dinastias Shang (séc. XVI-XI a.n.e. aproximadamente) e Zhou do Oeste (séc. XI-770 a.n.e. aproximadamente) quando se desenvolveu a escravidão. Depois vieram o Período de Primavera e Outono e o Período dos Reinos Combatentes (770-221a.n.e.). Estes dois períodos são considerados como etapas de transição da sociedade escravista para a feudal.

A China é um dos países de mais antigo desenvolvimento econômico. Desde há 5 ou 6 mil anos, os habitantes da bacia do Rio Huanghe (Rio Amarelo) tinham a agricultura como ocupação principal e criavam gado. Durante a dinastia Shang, há mais de 3 mil anos, se conhecia a técnica de fundir o bronze, usavam instrumentos de ferro e produziam utensílios de cerâmica branca e esmaltada. A produção e tecelagem de seda também estavam bastante desenvolvi

das e se inventou a mais antiga técnica de tecer seda com motivos em alto-relevo. No período de Primavera e Outono (770-446 a.n.e.), surgiu a técnica de produção de aço. Durante o período dos Reinos Combatentes (475-221 a.n.e.), Li Bing e seu filho dirigiram a construção da obra hidráulica de Dujiangyan, nos arredores da atual cidade de Chengdu, Província de Sichuan, ordenando racionalmente as atividades de irrigação, desvio de inundações e remoção de areia. Esta obra pode ser considerada como um grande êxito da ciência e da tecnologia hidráulica da antigüidade e atualmente continua desenvolvendo atividade importante.

Durante o período de Primavera e Outono e o dos Reinos Combatentes, houve grande prosperidade acadêmica sem precedentes no setor ideológico. As personalidades mais representativas manifestavam livremente suas doutrinas e publicavam obras de discussão política e análise da sociedade. Deste modo, surgiu a situação na qual “concorriam cem escolas de pensamento”. Lao Zi, Confúcio, Mo Zi e Sun Wu foram representantes desse período.

No ano 221 a.n.e., Qin Shi Huang pôs fim às lutas dos dignitários que governavam no período anterior dos Reinos Combatentes e fundou a dinastia Qin. Foi este o primeiro Estado feudal pluriétnico unificado e com poder centralizado. Qin Shi Huang unificou as letras, a unidade de medida e a moeda, estabeleceu o sistema de prefeituras e distritos, construiu a famosa Grande Muralha e também o palácio imperial, a tumba e a residência temporária para si próprio, em Xianyang e Lishan. As construções sobre o solo foram depois destruídas pela guerra, porém os objetos do subsolo ficaram guardados para o futuro. Os “guerreiros e cavalos de terracota”, importante descoberta arqueológica do túmulo do imperador Qin Shi Huang, são conhecidos como a “oitava maravilha do mundo”; o conjunto grandioso e imponente muito impressiona os turistas. No final da dinastia Qin, Liu Bang, de origem humilde e Xiang Yu, general aristocrático, acabaram juntos o domínio de Qin e depois de alguns anos Liu Bang venceu a Xiang e criou a forte dinastia Han, no ano 206 a.n.e..

Durante a dinastia Han, a agricultura, o artesanato e o comércio tiveram grande desenvolvimento.

Durante o imperador Wudi, a dinastia Han passou pelo período mais próspero e poderoso. Derrotou os hunos e mandou Zhang Qian ao Oeste, abrindo um caminho que, partindo de Chang’an (atual Xi’an, Província de Shaanxi) alcançava a costa oriental do Mediterrâneo, passando pela Província de Xinjiang e a Ásia Central, a chamada “Rota da Seda”, que possibilitava o transporte contínuo das belas sedas para o Ocidente. No ano 33 a.n.e., a princesa Wang Zhaojun se casou com Huhanye, o chefe dos hunos e assim o país pluriétnico se unificou cada vez mais. A dinastia Han durou 426 anos e no ano 220 começou a época dos Três Reinos (220-265) ou seja, Wei, Shu e Wu.

Durante o período dos Três Reinos, os políticos Cao Cao, Zhuge Liang e Sun Quan foram personagens famosas. Cao Cao, fundador do Reino de Wei, empregou a política de aproveitar amplamente os talentos, esconder tropas e abrir terras férteis para defender as zonas de fronteira. Zhuge Liang foi Primeiro Ministro do Reino de Shu. Sua nobre qualidade de não medir esforços para cumprir com seu dever passou a seus sucessores como modelo de sabedoria da antigüidade chinesa.

O fundador do Reino de Wu, Sun Quan, derrotou Cao Cao em Chibi junto com Liu Bei. Logo derrotou Liu Bei em Yiling, mandou funcionários para a agricultura e impôs uma política de cultivo da terra, impulsionando a exploração agrícola no Sul do Changjiang (Rio Yangtzé. As façanhas destas três personagens estão detalhadas no romance Crônica dos Três Reinos.

Depois deste período, da dinastia Jin (265-420), das dinastias do Sul e do Norte (420-589) e da dinastia Sui (581-618), Li Yuan estabeleceu em 6l8 a dinastia Tang (618-907). Seu filho Li Shimin, o Imperador Taizong, foi um dos imperadores que tiveram mais êxito da história chinesa. Ele tomou uma série de medidas conhecidas como “Política de Zhenguan”, impulsionando a prosperidade na época feudal. Na época dos Tang se desenvolveu muito a agricultura, o artesanato e o comércio. A tecelagem, a tinturaria, a produção de cerâmica, a siderurgia e a construção naval apresentaram novos progressos técnicos. As comunicações aquáticas e terrestres tiveram grande desenvolvimento e se estabeleceram amplos contatos econômicos e culturais com o Japão, a Coréia, a Índia, a Pérsia e os países árabes. Depois da dinastia Tang veio o período das Cinco Dinastias e Dez Estados (907 a 960). Em 960 o General Zhao Kuangyin, do Reino de Zhou Posterior, deu um golpe de Estado e subiu ao trono, fundando a dinastia Song (960-1279). Em 1206, Gengis Khan unificou as tribos mongóis e estabeleceu o kanato mongol. Seu neto Kublai entrou no Sul, fundou a dinastia Yuan (1271-1368) e elegeu Dadu, atual Beijing (Pequim), como sua capital. Durante as dinastias Song e Yuan, a indústria e o comércio interno e externo também se desenvolveram. Muitos comerciantes e viajantes vieram à China e o veneziano Marco Polo realizou extensa viagem pelo país. No relato de sua viagem, ele descreveu de maneira viva e detalhada a prosperidade e o poder da China, bem como seu florescimento industrial e comercial. A fabricação de papel, a imprensa, a bússola e a pólvora, durante as dinastias Song e Yuan, tiveram novos progressos e foram transmitidos a outras regiões como contribuições importantes para a civilização universal.

Em 1368, Zhu Yuanzhang iniciou em Nanjing a dinastia Ming (1368 a 1644). Após a morte, seu filho Zhu Di subiu ao trono e começou a construir em Beijing, em grande escala, palácios e templos. Em 1421 transferiu a capital para Beijing. Durante a dinastia Ming, a produção agrícola e o artesanato conseguiram notável desenvolvimento e no final dos Ming apareceram sinais do capitalismo. Ao mesmo tempo, os contatos amistosos com outros países asiáticos e africanos tornaram-se cada vez mais freqüentes.

No final da dinastia Ming, se fortaleceu o poder da etnia Manchu do Nordeste da China, que, sob a direção de seu chefe Nuerhachi, empreendeu expedições ao Sul e depois de três gerações, em 1644, foi fundada a dinastia Qing (1644 a 1911). Kangxi e Qianlong foram os imperadores mais célebres desta dinastia, cujo reinado é chamado de “sociedade próspera de Kangxi-Qianlong”. Durante este período foi publicado o longo romance Sonho das mansões vermelhas, no qual Cao Xueqin descreveu o processo de mudança da prosperidade para a decadência de uma família nobre feudal.

Compartilhe com seus amigos:

LINKS PATROCINADOS
Se você gostou destas informações compartilhe com seus amigos através do Orkut, Facebook, Twitter ou pelo E-mail utilizando umas das opções:

Comentários

  1. vinicius capela de souza says:

    tem como mandar o mapa antigo e atual da china
    obs:me mande a resposta o mais rapido possivel

  2. anna karolyna oliveira vasconcelos says:

    da pra mandar tudo sobre a china atual e china antiga pra mim

  3. Aline Arbigaus says:

    Por Favor me manda tudo sobre a Poítica da China a antiga e atual! Urgente ,mais com biografia…

    Obrigado

  4. dani says:

    eu preciso de um mapa da china antiga e nao acho se alguem tiver por favor mandar para este imail!!!!!!

  5. jose says:

    queria que vcs mandassem uma bola com todos paises para esse email

  6. mariana says:

    eu preciso de tudo sobre a china .
    a china atual e a china antiga !!!!!!
    q saco

  7. Tatiane says:

    Nossa mtu bom,eu amei,tbm pq eu me interesso por história,e pesquiso mtu sobre a China.Vcs estão de PARABÉNS

  8. gabriela says:

    Aahh Gostei Meesmo..Tinha qe fazer u trabalho sobre a “China Antiga”

    ee achei na primeira Hora

  9. LIVIA says:

    foi mt bom ajutou mt em meu trabalho
    vc fez um coisa serta
    gostei mt mesmo,eu sei ki eh grande mas me ajuntou mt mt.
    OBRIGADA POR ME AJUTAR!!!!!

Deixe seus comentários